31 de dezembro de 2015

Adíos 2015, Bienvenido 2016

2015 foi um ano muito estranho, pelo menos pra mim. Tudo o que não devia acontecer, aconteceu em 2015 e, tudo que eu esperava que acontecesse não aconteceu. Entrei em 2015 cheia de expectativa e de esperança, achando que iria arrasar, tinha acabado de terminar o ensino médio mas isso aqui é a vida, ela vem e ti dar umas rasteiras difíceis de se levantar/superar, mas você tem que levantar e tentar, tentar até você conseguir o qui você quer. Ainda não conseguir o que quero, mas nunca deixo de acreditar que um dia eu vou conseguir. Ontem eu estava assistindo ao show do U2 na globo, que foi depois dos últimos atentados em Paris, só mostraram algumas partes, não o show inteiro, mas mesmo assim foi lindo! E tinha uma frase de uma música que não me lembro o nome, que era assim: "Quando me rendo ao sono, entrego meus sonhos a ti", essa frase tá na minha cabeça até agora, e até anotei no caderninho aqui, e não é linda? mesmo que você não acredite num Deus, é uma frase pra si pensar, e eu pensei: "entrego meus sonhos ti, para que os cuide e não me deixes esquece-los e, assim poder realizá-los", eu gostei muito desta frase, que vou levá-la comigo durante um bom tempo, e queria muito compartilha-la com vocês, neste último dia de 2015.

Neste ano de 2015, não aconteceram coisas TÃO MARAVILHOSAS não! mas também não aconteceram só coisas ruins. Existiram coisas boas sim! pessoas maravilhosas, pequenas conquistas, auto-conhecimento, coisas boas de ver... e por aí vai! 

bora recordar?!

As fotos estão distribuidas aleatoriamente.

1. Conheci pessoas MARAVILHOSAS, pra lá de engraçadas e que me fizeram muito bem durante 2 meses. E que pra sempre vão estar no meu coração.

2. Li pela primeira vez O Pequeno Príncipe. Um livro maravilhoso e muito ensinador.

3. Do nada aparece aqui na minha casa, um ser de 4 patas todos cachiadinho, que nós apelidamos de Rex. Infelizmente Rex foi embora para outra casa, mas nunca vou esquecer desse pequeno serzinho que abrilhentou o meu coração.

4. "Essa foto eu tirei no momento errado, que acabou si tornando o certo". Eu não tinha auto-estima e foi só passar um Batom Roxo que acabou mudando o modo como eu me sentia. O Poderoso Batom Roxo.

5. Este ano o Quem Sou Eu? completou 1 ano de vida, e eu estou muito feliz com isso. Espero que venham muito e, muitos anos por aí.

6. Me formei no curso de informática, junto com as pessoas da primeira foto. Foi muito bom, porque de começo eu não iria me inscrever para fazer o curso, só fui me inscrever no último dia de inscrição e acabei passando/conhecendo/vivendo tudo àquilo.

7.Fiz meu primeiro bordado, que agora virou um pequeno chaveiro mas que ainda é um bordado. Chaveiro bordado.

8. My Mad Fat Dairy acabou este ano. Fiquei triste por ter acabado, mas muito mais feliz por ter tido a oportunidade de assistir/conhecer está série, e todos os personagens que a fizeram ♥.

9. Conheci um pedacinho do mundo. Na verdade eu já conhecia, mas nunca tinha tido coragem de ir sozinha, e no dia do meu aniversário eu fui. Fui, andei ser parar, fui num parque senti e fiquei observando as pessoas e toda aquela natureza, comprei um picolé de milho e foi muito bom.

10. Durante um mês escrevi numa folha, todos os dias (quase todos os dias) "Por quais coisas eu sou Grata", e agora vendo está lista foi muito bom ter feito isso.

11. Descobri o Feminismo e como ele é importante. Descobri o que é empoderamento, o movimento de sororidade e como tudo isso e mais um monte de coisas que ainda não sei, mas vou pesquisar e vou aprender é, importante para termos uma sociedade que saiba respeitar e tratar de maneiras iguais a todos, e sempre com respeito.

12. Fui, tentei, vou continuar tentando e não vou desistir.

13. Vi pessoas MARAVILHOSAS. Amigos que apesar da distância, sei que sempre vão estar comigo e sempre vou estar com eles ♥.

14. Continuei passando O PODEROSO BATOM ROXO (si bem que não é tão roxo assim), e vou continuar passando. Vou continuar fazendo esse exercício que é gostar de mim mesma, e não vou desistir.

15. Continuei a fotografar e, a cada dia quero fazer mais.

16. Assistir pela primeira vez um dos MELHORES FILMES DO UNIVERSO, O Fabuloso Destino de Amélie Poulain. Estou apaixonada por Amélie e o seu mundo ♥.


Vendo todos esses 16, de começo parecem coisas bobas, mas pra mim é muito importante. Puxar tudo isso na memória, lembrar de cada momento me faz lembrar, me faz ver que apesar das coisas ruins a vida é boa. Nunca devemos deixar de acreditar nas coisas boas que a vida tem, e nos nossos sonhos. Nunca devemos parar de acreditar em nós, e continuarmos por nós! Nem sempre o que acontece é o qui queremos, mas o nosso dia vai chegar e tudo que sofremos ou sorrimos vai ter valido a pena. Como diz nosso rei Roberto Carlos à anos: Si Chorei ou si Sogre, o importante é que EMOÇÕES eu Vivi. O importante é viver, e espero que VIVAM muitíssimo esse 2016 que já tá batendo na porta.

Essa música é belíssima, e acho que combina com tudo isso que disse. Escutem se puderem.

Muito Obrigada a TODOS, que curtem, que seguem e que gostem de mim e do Quem Sou Eu? Muito obrigada por tudo, esse ano foi muito bom pro blog teve várias coisas boas, pessoas legais que seguem o blog e que eu gostei muito de conhecer, obrigada! E agora pra finalizar, este é o post número 100 do blog  (UALLLL),  e estou muito feliz por isso. Que venham muitos, e muitos posts em 2016 e várias coisas boas.

~~~♥~~~

Até 2016, muita Saúde, Paz, Amor e o resto a gente corre a atrás.
VemNiMim 2016!


Até a Próxima


30 de dezembro de 2015

Os posts mais Legais, e os mais Acessados 2015


Estive eu pensando durante esses dias se viria fazer ou não este post, mas aí vi outras blogueiras fazendo e decidir fazer também (sim, sou cabeça fraca!). No começo eu queria colocar todos os post deste ano de 2015, mas vi que não dava, é muita coisa! Aí pensei em colocar os posts mais acessados, mas vi que posts que eu gostei muito de fazer iriam ficar de fora, e aí decidir colocar também os posts que eu mais gostei; àqueles que foram feitos com o coração. Não que os outros não foram feitos com o coração, todos foram! Todos eu gostei de fazer mas, tem sempre alguns que tem alguma coisa à mais. Alguma coisa que eu não sei o qui é, mas a gente sente.

Então bora recordar comigo, os Posts mais Acessados e, os mais Legais do Oscar Quem Sou Eu 2015?!


Textos   

2. Pequenos/Grandes Seres Iluminados                          
3. Bons Ciclos                              
4. Outubro Rosa, prevenção Contra o Câncer de Mama                              
5.  Loucos...
7. Amemos

Leitura


Cinema/Séries

                                 
Música


Fotografia


Aleatoriedades, Memes, Sensibilidade, Dicas e Respeito



Gostei muito de ter recordado todos os post de 2015, apesar de ter sido um pouco cansativo também.
Mas, apesar da canceira, foi muito bom. Espero que vocês também tenham gostados.

~~~♥~~~

Até a Próxima
Obrigada, Obrigada!

29 de dezembro de 2015

Moça, quem és tu?





Moça.  
Moça linda, de curvas exuberantes e de sorriso estonteante. 
De cabelos ondulados, esvoaçantes como o vento. 
Moça, quem és tu? 
Mal chegastes, e já me deixas assim dependentes de tu? 
dependentes dos teus abraços, do teu cheiro, dos teus beijos... 
Não vá embora! Fique! 
Me contes sobre tu, que contarei tudo sobre mim. 
Conversaremos sobre tudo que quiseres. 
Dez de a paz mundial, a mudanças clima. 
De ciências, a Artes. 
De economia, a miçangas. 
Mas, fique por favor. 
Estive sonhando com você todo este tempo, 
e quando ti vi,
 sentir meu coração quase explodindo dentro de mim. 
Você é tudo e, muito mais. 
Mais do que pude imaginar.
Mais do que pude sonhar. 
Meu doce Amor.  
Meu Amor. 
Amor.
                        

Texto inspirado no post do blog Entretanto: Tudo e muito mais, tudo e muito mais , da Jul.

~~~♥~~~

Até a próxima.

28 de dezembro de 2015

Pequenas Luzes que Iluminam o Mundo



São estrelas? Não, não são!
Quando chegar perto, irá perceber que não passam de
meros piscas-picas que enfeitam às casas para o Natal.
São estrelas sim! Não, Não são!
São estrelas!
São estrelas, que o homem criou para que pudéssemos assim
ter em nossas casas, em nossas janelas, em nós!
Um pouco do brilho e, das coisas boas que elas são; e assim
elas iluminam os céus, e nós iluminamos aqui, o mundo!
(Lina Cardoso)



Ps:. Me desculpem pelas fotos. Sei que não estão com boa definição pois tirei com o celular. Mas eu gostei do mesmo jeito e queria postá-las. *----*


~~~♥~~~


Até a Próxima

26 de dezembro de 2015

Meu primeiro Bordado

Há algumas semanas atrás, fiz o meu primeiro bordado:
Bang!
Eu procurei várias inspirações e, vídeos para mim saber por onde começar, quais pontos fazer e afinal de contas qual objeto bordar. Procurei, procurei e acabou que este acima brotou na minha cabeça igual nos desenhos, quando os personagens tem alguma ideia: Plinnn! 

Eu estava com muita vontade de fazer bordado e, tem um blog chamado Bonjour Circus que é uma BOMBA de inspiração(literalmente), que deu esse pontapé para mim começar a pensar em bordar. Antes eu achava tudo muito chato e, achava que eu não tinha cabeça pra bordar, mas aí fui pensando na ideia até adaptar ela bem na minha cabeça e, começar o primeiro bordado.

Logo de cara fiquei muito ansiosa pensando logo no resultado final, sem nem ao menos ter começado. Já queria logo fazer um bordado belíssimo desses de encher os olhos, mas vi na prática mesmo, que não basta ir com tanta cede ao pote, tem que ter calma e muita paciência. Treinei um pouco, desenhei o desenho que queria bordar num papel, passei pro tecido e comecei a bordar (aêêê!). Pensei num desenho que tem a ver comigo. Pensei em várias coisas, até que uma mulher com o cabelo crespo/cacheado surgiu na minha cabeça. Fiz os cabelos com uma linha amarela dessas para bordado mesmo, e o ponto si chama "nó fracês" que si dá três voltas ao redor da agulha e volta pra dentro do tecido. Pra fazer o rosto usei essas linhas de costuras que usamos para costurar roupas, eu esqueci o nome deste ponto mas é bem facinho de ser feito.

Esse vídeo me ajudou muito:


Eu gostei muito de ter feito esse bordado. Foi o primeiro, não saiu do jeito que eu imaginava, errei alguns pontos e o acabamento não ficou lá essas coisas, mas mesmo assim eu gostei. Gostei porque eu tentei! E fique muito orgulhosa com o que fiz. Dei o primeiro passo, de muitos bordados que ainda estão por vir. No final o bordado virou um pequeno chaveiro, que logo, logo colocarei na minha bolsa.


Gostaram do meu bordado? Gostam, Querem ou já bordaram alguma coisa? Me digam.

~~~♥~~~

Até a próxima!

24 de dezembro de 2015

Emoções através de uma Tela

Último post antes do Natal, mas não o último post do ano (ainda tenho algumas coisinhas pra mostrar). Primeiro, feliz Natal à todos. Desejo a vocês que acompanham o blog (e os qui não acompanham também) um lindo Natal e, que a Paz e o Amor estejam com vocês hoje e sempre. Bora pro post de hoje.

Tem coisas na vida que nos tocam profundamente, tipo o Natal - mas não é do Natal que vou falar agora -, coisas que na maioria das vezes são tão simples, que fazem parte do nosso cotiado, e que nem sempre damos a importância que merecem. Estou falando de pequenas coisas, no primeiro momento, mas que depois si tornam enormes. Igual a uma sementinha de uma árvore que você planta e depois ela cresce, cresce e vai crescendo... e tudo por causa da sua demonstração de afeto, da sua vontade de ir lá e plantar a sementinha e, é isso que eu vim mostrar para vocês hoje. Não é só porque hoje é véspera de Natal e, que o natal contribue para abrirmos mais o coração e demonstrarmos mais as emoções do que em qualquer época do ano, mas não é só no Natal que devemos fazer isso, mas sim o ano inteiro a vida inteira. 

Não devemos economizar nos sentimos. Não devemos economizar em demonstrações de afeto. Não devemos economizar em demonstrações de carinho. Não devemos economizar em demonstrações de preocupação. E muito menos, não devemos economizar em demonstrações de Amor. Demonstrar o qui sentimos, deixa tudo mais leve. Um peso sai de cima da suas costas, tudo flui e, a vida demonstra ser mais bela. E é isso que esses comerciais/projetos fazem, nos demonstram emoções/verdades e isso é belo.

Vejam e sintam:









Fico de boca aberta, quando vejo comerciais/projetos assim. Que conseguem transmitir uma emoção, uma verdade tão grande através de uma tela. Conseguem nos tocar, tocar o nosso coração com uma coisa tão simples, e que é tão verdadeira. Parabéns a todos os publicitários e não publicitários, que criam essas verdadeiras emoções, com delicadeza e simplicidade tão bela de si ver, parabéns!

Gostaram dos videos? Não são tão lindos? me digam.
Ahh, e não economizem em demonstrar. Transbordem!

~~~~♥~~~~

Feliz Natal
Até a próxima.


20 de dezembro de 2015

O Fabuloso Destino De Amélie Poulain

Estou eu aqui, pensando de várias maneiras em como falar desta enigmática pessoa chamada Amélie Poulain e do filme onde ela é protagonista e adivinhem? até agora não sei por onde começar e muito menos o qui falar.
Hoje (dia 18) pela primeira vez na vida assistir O Fabuloso Destino de Amélie Poulain, sempre ouvia todo mundo falando dele mas nunca tive cabeça para assisti-lo antes, por causa da duração (sim, eu sou idiota!). Agora com o final do ano botei na cabeça que iria assisti-lo (ele e mais alguns filmes, vamos ver si eu vejo todos). Não tinha tantas expectativas com o filme, mas realmente fiquei muito surpresa e feliz por ter esses olhos capazes de fazer o meu coração sentir tudo o que vi. Um filme francês lindo, que não perde nada pros filmes americanos e, que eu até tenho ousadia de dizer que dá de 10 a 0 em muitos filmes americanos por aí.
Até agora acho que baixei umas mil fotos e gifs do filme, coloquei música do filme pra tocar, pra ver si vem umas palavras sensatas na minha cabeça e que eu possa colocar aqui. Mas até agora não veio nenhuma frase que dê um impulso pra começar isso aqui direito e, que sustente todo o resto do post. Então eu vou assim mesmo, porque quero muito falar o qui eu sentir ao ver Amélie Poulain pela primeira vez.

1. Não tem como não si apaixonar, por uma garota que enche todos os dedos das mãos de amoras e as come como se fossem as coisas mais gostosas e valiosas do mundo:
                                                       
2. Uma menina que tira fotos de ursos, coelhos e de mais um de animais das nuvens, realmente tá querendo que a amemos:
                                                      
3. Amélie ajuda as pessoas. Nenhum problema pra ela, é impossível de resolver.  Ajuda as pessoas dos jeitos mais inimagináveis possíveis. E que eu e talvez vocês, nunca imaginaríamos ajudar:
                              
4. essa cara:
5. esse sorriso:
6. Ela também é gente como a gente. Também chora por amor:
ai, meu coração
7. Mas também sorrir por ele:
 
voltou ao normal.

O Fabuloso Destino de Amélie Poulain, uma coisa é certa: não existe palavra para defini-lo. Escrevendo isso, tenho a plena certeza que não tenho condições para falar deste filme e, de Amélie. Apenas sentir tudo o que ele tem pra mostrar. Em cada detalhe, em cada cena, em cada modo de ver, pensar, fazer e viver de Amélie Poulain tudo tão simples mas muito impactante.

Os medos que Amélie tem de encarar o mundo, por causa da superproteção dos pais quando ela era pequena, tudo isso me fez querer entrar dentro da tela do computador e dar uma abraço em Amélie. Não que eu consiga encarar a vida - acho que ninguém com 18 anos, quase saindo da adolescência consegue ter um juízo perfeito pra isso - por isso eu/nós conseguimos compreender Amélie.
Essa vontade que ela tem de ajudar resolver os problemas do outros no começo parece meio irônico, mas é por causa disso que ela não vai só mudar a vida dos outros, mas a vida dela também. Com a ajuda de um velhinho com os ossos de vidro e de menina pintada num quadro com uma face difícil de se descrever, ela vai começar a encarar os seus próprios medos e, ter coragem de lutar pelo amor que ela tanto quer.
São tempos difíceis para os sonhadores...




eis que ele vem quando menos imaginamos:             
Uma mulher sem amor, murcha como uma flor sem sol.

Um filme tão lindo e sensível. A fotográfica, a trilha sonora, o diretor, os personagens muito bem interpretados e todos que ajudaram a fazer este filme fizeram muito, mas muito bem feito. O Fabuloso Destino de Amélie Poulain, é FA-BU-LO-SO! é belo. Um dos melhores filmes já assistir na minha vida e, que pra sempre vou lembrar com muito carinho; especialmente de Amélie Poulain, que infelizmente não existe no mundo em que vivemos, mas que com certeza existe no coração de todos que pararam por 2hs e alguns minutos,  para assistir a fabulosa história de uma menina chamada Amélie Poulain. 
Trailler:

Trilha Sonora do Filme:
                           
Pra uma pessoa que não conseguia falar quase nada, até que falei/escrevi muita coisa, não?
E vocês já assistira O Fabuloso Destino de Amélie Poulain, si não assistam! Tenho certeza de que vão gostar. E si não gostarem você tem algum problema.

~~~♥~~~

Até a próxima 

"Sem você as emoções do amanhã, serão apenas pele morta das emoções do passado" (Hipolito).
                                               

16 de dezembro de 2015

#Tag: Complete a Frase

fonte


Halooo!!! Caros amigos deste blog, hoje eu vim responder a uma Tag que fui indicada a algum tempo, já, pela Juliana do blog Le Utopie (obrigada Ju) que é bem divertida e, que dá pra vocês saberem mais sobre mim e assim termos mais proximidade uns com os outros.
Regras:

Completar todas as frases

Repassar para dez blogs e, avisá -los.

Marcar na postagem que te indicou.

Comentar com o link das suas respostas.


Bora lá?!


1. Sou muito... Preguiçosa e Dramática.
2. Não suporto... Injustiça e pessoas que falam alto.
3. Eu nunca... Fui ao um show (mas em breve vou, meta pra 2016).
4. Eu já briguei... Com poucas pessoas. Todas vez que vejo uma briga, entro em pânico e tento sair dali o mais rápido possível pra mim não acabar me machucar. Eu briguei uma vez na escola, mas foi por uma coisa tão banal...afff. Às vezes algumas coisas me estressam e, eu acabo discutindo, mas depois coloca a mão na consciência e paro com àquilo.
5. Quando criança... Eu era uma PESTE! Não parava quieta. Sempre ficava aprontando alguma coisa por aí e, sempre levava bilhete anotada na agenda pra casa, pra minha mãe assinar (kkkkkkkk).
6. Nesse exato momento... Estou respondendo essa tag, com o cheiro da comida vindo da cozinha, até aqui. Qui fome!
7. Eu morro de medo de... Aranha e, um pouquinho de altura.
8. Eu sempre gostei de... Música. Pode ser de qualquer ritmo, si eu escutar e gostar vou dançar/cantar/pular até enjoar.
9. Seu eu pudesse... Eu ajudaria todos os animais e pessoas do mundo. Acabaria com todas as coisas ruins, E tentaria mostrar que a compaixão e o amor pelo próximo é o melhor jeito de acabar com as coisas ruins.
10. Fico feliz quando... Quando as coisas dão certo. Quando vejo alguma história de superação e quando vejo sorrisos de bebês e a felicidade dos animais.
11. Se eu pudesse voltar no tempo... Teria feito coisas, que hoje talvez  eu não precisaria fazer.
12. Adoro... simplicidade.
13. Quero muito viajar... Pra todos os lugares do mundo. E quem sabe pra fora dele também.
14. Eu preciso... Deixar de ser preguiçosa e fresca. Correr atrás e, não desistir nunca.
15. Eu não gosto de ver... Animais em condições horríveis e sendo maltratados, isso me deixa muito mal e evito ver; mas às vezes é preciso ver para ajudar e denunciar.


Eu não vou repassar pra dez blogs, porque a maioria dos blogs que acompanho a maioria já respondeu. Então vou aberto pra que quiser responder, pode ficar a vontade.

Obrigada Ju! ♥

~~~~♥~~~~

Até a próxima


10 de dezembro de 2015

O Pequeno Príncipe

Olá, caros amiguitos deste meu bloguito, como estão? espero que muito bem, pois hoje vou lhes falar deste pequeno-grande livrito que a maioria dos seres deste planeta que cá habitamos conhece e, já leram (não vou falar todo mundo, porque tem sempre alguém que nunca ouviu falar).
Há alguns meses eu li pela primeira vez na MINHA VIDA, O Pequeno Príncipe (dá pra acreditar?). Este livrinho tão pequenininho no seu número de folhas, mas tão grande no seu significado e sensibilidade em nos tocar lá dentro. Antes eu só ouvia as pessoas falando dele e, o quanto ele era bom e que todas às pessoas deveriam lê-lo pelo menos uma vez na vida. E de tanto ouvir isso, tomei vergonha na cara e decidir pegá-lo na biblioteca daqui do bairro.

Lá na biblioteca tinha dois livros do Pequeno Príncipe, decidir pegar o que estava mais gasto (não sei, ele me atraiu mais) ele já estava com algumas folhas soltando umas das outras e, a capa estava meio remendada, mas mesmo assim decidir pegá-lo em vez do outro que estava em melhor estado. A única diferença entre os dois era a aparência, mas não conteúdo.
Eu não vim aqui para criticar o livro nem nada disso, apenas quero mostrar não só através das palavras que aqui escrevo, mas através das fotos do livro o quanto ele me tocou e, o quanto eu gostei dele. 

O que é um Rito?
É´o qui faz um dia ser diferente dos outros.
Tive uma surpresa imensa quando o li. Não achava que o Pequeno Príncipizinho, tinha uma sabedoria tão grande. Achava que ele era apenas uma criança perdida nos seus sonhos, mas não! Tudo àquilo era verdade. O Princípizinho existe. Existe em cada um de nós, que leu o livro e pensa na história dele quando olha pro céu e ver as estrelas; quando olhamos para o céu e perguntamos: Terá ou não terá o carneiro comido a flor? Isso parece não ter nenhum significado para muitos, mas para o Principizinho ele é imenso, o amor que cativou com tanto cuidado pelo flor não deve ter sido em vão. E eu prefiro pensar que cada um deles estão bem.

- Tu te tornas eternamente responsável por àquilo que cativas.
- O que é cativar?
- Criar laços.
Quem já leu ou sabe da história do Pequeno Príncipe sabe do que eu estou falando. É tão sensível, que não basta só ler com os outros, tem que ler com o coração. Ele nos refletimos pelo o qui nós cativamos, pela vida que levamos... por isso que quando uma criança este livro, ela entende muito melhor do que nós. Por que elas não enxergam/não veem o mundo do modo que vemos, elas enxergam com o coração e isso é fabuloso é inspirador.

É muito simples: Só si vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos.

É preciso proteger as lâmpadas com cuidado:
um sopro as pode apagar...
É preciso que suporte duas ou três larvas
ser quer conhecer as borboletas.


O Pequeno Príncipe, foi com certeza um dos melhores livros que já li. E com certeza eu vou ler de novo. E vocês já leram? Me contem.

~~~~♥~~~~

Até a próxima


29 de novembro de 2015

Magia, Música e o Extraordinário

Halloooooo caros, amados e também leitores deste meu/seu/nosso querido bloguito como estão? eu espero que bem! Finalmente revolvi botar a fuça aqui novamente - eu não fui abduzida nem sequestrada, nem nada desse tipo, apenas fiquei sem inspiração/vontade nenhuma, e não queria vim aqui só pra postar qualquer coisa que não tem nadaver comigo -  então decidir ficar esse tempinho sem dar às caras por aqui, e também dar um tempinho pra mim. Ainda não está do jeito que eu quero, tenho muita coisa pra fazer/correr atrás antes do ano acabar (torçam por mim?!), mas tenho fé e esperança que tudo vai dar certo. Não vou dizer também que está volta é definitiva, talvez eu ainda dê umas sumidinhas por aí (que faz parte), mas eu sempre vou voltar (não chorem!kkkk), agora vamos ao que interessa hoje é sobre: TaramTamTam... FI FI FI FILMES, hahaha borá lá?

Penelope - Trailer
O primeiro filme é Penelope, sempre tive curiosidade de assistir à este filme; uma vez comprei dois DVDs, e em um dos DVDs tinha o trailler desse filme e, quando vi fiquei super curiosa e botei na cabeça que um dia viria este filme e, esse dia chegou.
Penelope Wilhern (Christina Ricci) é uma jovem amaldiçoada. Escondida pela família, ela precisa encontrar o amor para quebrar o feitiço e se livrar de seu tormento, mas seus pretendentes costumam se assustar quando descobrem seu segredo. Um jornalista desesperado por notícia contrata um homem (James McAvoy) para seduzi-la e conseguir uma foto exclusiva, mas ao conhecê-la melhor o rapaz se arrepende do combinado.
Acho, - com certeza - o que me fez ver o filme foi à menina ter um nariz de porco, mas quando vi a história por inteiro o nariz de porco foi apenas um detalhe - um detalhe importante, sim!- mas, é muito mais do que apenas a "aparência" de Penelope, o primeiro contato, o que os seus olhos veem, o que você considera importante numa pessoa... o que você considera importante em você.

Esse filme não só uma comédia dramática misturado com Magia, si fosse só isso não estaria aqui falando dele (mentira estaria sim, porque também gosto desse tipo de filme), ele tem um "Q" à MAIS! Como disse acima a questão da aparência, o que os outros querem que você seja, você não pode ser diferente porque é feio, você não pode ser aquilo/isso porque é fora do comum, do padrão... mas o qui só importa de verdade é, gente gostar da gente. Do nosso verdadeiro eu. Quando a Penelope olha pra si mesma e ver que ela não precisa mudar, porque ela gosta do jeito que ela é! aí tudo fica bem. Fiquei extremamente tocada com isso. Estou escrevendo esse post com pura felicidade por ter assistido à este filme. Não sou nenhuma crítica de cinema, e sempre quando venho fazer uma resenha qui no blog penso duas vazes antes de falar/escrever, mas esse filme merece; ele é lindo em todos os sentidos. Tem uma comédia, principalmente com a mãe da Penelope (ri muito), tem reviravoltas e coisas que você fica: AHHH é MESMO, caramba! Você vai ligando os potinhos e entrando/entendendo a história. O Max (namorado da Penelope), é muito bem interpretado pelo James McAvoy (qui olhos lindos), a Penelope também é muito bem interpretada pela Christina Ricci (amei te conhecer), todos os personagens são muito importantes e arrasaram nos papéis. 

O filme é DIMAIS, além dos temas debatidos, a fotografia, os cenários, tudo com muita delicadeza, me lembrou ao filme da Amélia Poulain - apesar de eu nunca ter assistido -  àquela fotografia meio amarelada me lembra Itália/França ahh! É tudo muito lindo. A trilha sonora também é perfeita. Vale MUITÍ-SSI-SSI-SSI-SSI-MO assistir, super indico.

Mesmo se Nada der Certo (Begin Again) - Trailer

Ou, Mesmo se Nada der Certo é o segundo filme. Assistir esse filme já faz um tempo, mas mesmo a minha memória não sendo pra lá das boas, eu decidir colocar ele aqui, porque ele me marcou muito; não só pela beleza pra lá de bela dos atores/personagens, mas também pelo desenrolar da história que tem uma delicadeza/sensibilidade, que me deixou com os olhinhos brilhando e com o coração calmo.
 ''Mesmo se nada der certo'' conta a história de Gretta (Keira Knightley) uma cantora que se mudou para Manhattan com o namorado (Adam Levine), que termina o relacionamento, após passar por uma crise, Gretta conhece Dan (Mark Ruffalo), um produtor musical que passa por um divórcio e é demitido de sua própria empresa, eles começam a gravar músicas em lugares abertos de Nova York.
  A primeira vez que eu vi este filme, me chamou atenção o titulo em inglês "Begin Again", na hora lembrei da música, da Taylor Swifit (aqui) que também tem o mesmo nome do título do filme em inglês. Não sei porque contei isso, mas precisava contar.
Mesmo se Nada der Certo, é um filme lindo. Pra quem já assistiu sabe do que eu estou falando. Tem uma delicadeza e transparência na cenas, que nos transmite exatamente o qui os personagens estão passando/sentindo. Você consegue sentir toda a tristeza e alegria que eles sentem. Os  nossos olhos veem as cenas e, isso vai entrando lá pra dentro do nosso coração e, nos faz sentir as mesmas coisas que eles estão sentindo. Cada cena é muito bem feita/desenvolvida ao longo do filme. Cada partizinha, cada música tocada/cantada, cada palavra dita, cada emoção transmitida, me faz sentir que cada filme é um filme, mas que cada (pouquíssimos) tem faz sentir/ver com o coração. A superação do término de uma relação, o apoio dos amigos, começar correr atrás do seus sonhos tudo isso é muito bem mostrado e bem feito. Os personagens muito bem interpretados, Gretta (inspiração da minha vida <3) interpretada pela Keira Knightley mandou muito bem, Adam Levine me surpreendeu, eu achei que ele ia ser água com açúcar mas não, mandou muito bem (continuo preferindo ele na música), Dan interpretado extraordinariamente por Mark Ruffalo (meu AMOOOR <3), foi muito bem feito. Esse filme é belo! Você se sente muito ao assisti-lo, tem tudo que filmes bons tem! Uma ÓTIMA trilha sonora, tocada e cantada pela própria Gretta, cenários simples do cotidiano de Nova York, que agregam muito ao filme. 

Tem uma cena do filme, bem no final que eu gosto muito - ela (Gretta)  sai do show onde foi ver o seu ex-namorado tocar,  pega a bicicleta e sai pedalando por aí, e ao fundo na cena a música que faz parte da trilha sonora está tocando lá no show e ela andando de bicicleta com liberdade, com um sorriso no rosto contagiante e tocante, essa cena é lindíssima, me emocionei vendo ela.

Uma Viagem Extraordinária - Trailer
Outro que já estava na lista há tempos é, Uma Viagem Extraordinária. Me diz que filme é esse? quase ferrou de vez com o meu psicológico. Qui obra magnífica! Só agradeço aos céus e, aos meu olhos por ter dito a oportunidade de assisti-lo.
Aos doze anos de idade, T.S. Spivet é um garoto superdotado, apaixonado por cartografia. Quando ele ganha um prêmio científico prestigioso, o garoto decide abandonar sua família em Montana para atravessar sozinho aos Estados Unidos, até chegar a Washington. O único problema é que o júri não sabe que o vencedor ainda é uma criança.
Decidir assistir Uma Viagem Extraordinária quando estava sem nada pra fazer e, decidir assistir um filme; procurei no google um filme de aventura/viagem e lá estava ele, com vários outros. Já o tinha visto antes e até tentei assistir, mas não deu , porque o nosso querido e que pra sempre vai estar nos nossos "s2" Megafilmes estava com frescura, mas depois voltei lá e assistir. Valeu muito a pena eu não ter desistido de assisti-lo.
Um filme pra sorrir, si emocionar e suspirar...Não tem como você não gostar dos personagens, principalmente pelo adorável e maravilhoso T.S. que é o protagonista do filme. Um menininho de dez anos que ganhou um dos maiores prêmios de uma revista cientifica pela sua invenção e, que viaja escondido de sua família, de Montana para Washington, para receber o seu prêmio. Pensa num menino de apenas dez anos atravessando o país sozinho, sei que isso já foi visto em outros filmes, mas como disse em uma dessas resenhas por aqui: "Cada história é uma história. Podem ser parecidas ou até iguais, mas nenhuma vai ti fazer sentir a mesma coisa que a outra te fez sentir. Não do mesmo jeito", (mentira eu nunca disse isso aqui, mas agora tá dito). O modo como T.S. vê o mundo, sente as coisas é inspirador, e não tem como você não si sentir tocado. A  viagem por si só, torna o filme extraordinário. Mostra um lado divertido da aventura, de um menino atravessando o país atrás do seu tão sonhado prêmio, mas também mostra um lado melancólico do pequeno T.S. com os seu pais e com o irmão. É tão sensível, leve, e emocionante; A fotografia, as cores, os cenários, os atores, as atuações...esses e vários outros motivos tornam Uma Viagem Extraordinário um dos melhores filmes que eu já vi. 


Te faz ter vontade de conhecer todos esses lugares que ele viajou, principalmente onde ele mora, em montana (um dia nos veremos). O roteiro bem feito, a produção de encher os olhos, tudo isso o diretor do filme fez muito bem feito. Que por acaso/destino/coincidência é o meso diretor de Amélie Poulain, (eiita acaso/destino/coincidência), existem mais motivos para não assistir este filme? acho que não! Com certeza você  vai amar o T.S. e talvez si o seu coração não for feito de pedra, vai cair uma lágrimazinha do seu olho, vai sim!

------

Abaixo, eu selecionei algumas (não todas) músicas que fazem parte das trilhas sonoras dos filmes citados neste post. Infelizmente não encontrei às músicas do Uma Viagem Extraordinária, mas as dos outros filmes estão aqui pra quem quiser ouvir. E quem si interessar é só ir lá no youtube, que tem várias outras.


E ai? vocês gostaram dos filmes? Já assistiram algum, ou todos?
 Me contem.

~~~~♥~~~~

Até a próxima


                 

11 de novembro de 2015

não estou preparada, mas tô tentando

ou apenas: começar à correr atrás do que você quer.

No dia 20 do mês passado eu fiz 18 anos. Não vou dizer que fiquei feliz pra caramba, mas também não fiquei triste. Aparentemente nada mudou. Continuo com o mesmo 1/6 de altura, com às mesmas gordurinhas, com o mesmo cabelo cacheado...as mesmas coisas. Não estou dizendo isso porque quero mudar minha aparência - pelo menos não agora - só estou dizendo que fazer 18 anos não mudou nada na minha vida, como eu esperava quando tinha 17 anos - a não ser que agora posso ser presa de verdade, e que não tenho mais 17 anos (estou sendo dramática? acho que sim!).

Ainda não caiu a ficha sabe? bateu a crise existencial completamente! Me sinto como se ainda tivesse 17, mas o peso da idade, junto com as responsabilidades e minha carteira de identidade não me deixam esquecer, e me enfiam isso guela adentro. E devem mesmo enfiar! Ninguém está preparado pra assumir responsabilidades, mas um dia elas chegam e elas não estão nem aí se você/eu estamos preparados ou não (Tome Marina!), o mundo continua a girar e, eu não posso ficar pra trás. A maioria das coisas que sonhamos quando somos menores de idade é fazer 18 anos. Ter a sonhada liberdade dos pais. Sair por aí, fazer o que quiser...mas fazer dezoito anos não é só coisa boa, pra mim parece que o mundo caiu sobre às minhas costas. O "Sr. 18" veio, me deu um tapa na cara e disse: Acorda, tome às rédias da sua vida, é agora ou nunca! Você consegue. E eu tô conseguindo.

Dez do dia que fiz 18 anos, eu não saía de casa (bateu a bad), e isso me fez muito mal mesmo eu tendo esse habito de ficar vários dias dentro de casa. Vocês devem achar que isso é problema sério, mas eu sempre fico em casa direto, mas desta vez eu senti que isso tá me fazendo muito mal, e ontem eu sai. Eu não sei como explicar, mas sentir que eu precisava sair e ir atrás do que eu queria. Não ficar dependendo dos outros pra fazerem as coisas pra mim. Tomar às rédeas da minha vida, como o Sr. 18 disse pra eu fazer. Eu parei e pensei: Poxa eu já tenho 18 anos e não tenho coragem de ir atrás do que quero, dos meus sonhos...sonhos que tanto sonho, mas que não tenho coragem de ir atrás e realizá-los?! Aí fica difícil.

Fiquei com isso o tempo todo na cabeça, dez da data do meu aniversário, e só ontem que a dona "consciência" bateu forte, e eu disse a mim mesma que eu iria. Fiquei me preparando psicologicamente pra encarar o dia seguinte; iria correr atrás, tentar, e não desistir e ontem eu fui. Fui com toda a vontade do mundo. Como si aquele lá de cima dissesse: Vai! que eu tô contigo, e fui.

Sabe, àquela sensação de que você pode tudo? Antes eu ouvia/lia isso e falava: Lógico que posso! Mas nunca tentava fazer isso, e hoje eu tentei e foi bom, muito bom. Acordei cedo, pedi a Deus e a vossa mãe que me iluminasse e que me desse forças pra deixar essa insegurança que existe dentro de mim de lado e, acreditar em mim mesma. Eles me deram e, me ajudaram.
Consegui fazer o que tanto me dava medo de fazer sozinha. E conseguir fazer sozinha. Sem ficar esperando ou dependendo de ninguém. Não fiz tudo o que queria fazer, mas com certeza isso tudo que fiz ontem, foi um grande passo para fazer todo resto, e vou fazer e, vou conseguir. Vou por que eu posso e, acredito em mim. Acredito nos meus sonhos, que são tantos... que vão se realizar. E com Esperança, Força de Vontade e Fé vai dar tudo certo, pra mim, pra vocês e pra todos!

~~~♥~~~

Até a próxima

25 de outubro de 2015

Gabrielle Aplin

     - este post contem  paixonite excessivamente aguda por causas de... Gabrielle Aplin


Ultimamente tenho ouvido muita coisa nova em relação à música. Tô "tentando" deixar essa "frescura/medo" que tenho - em ouvir novas estilos de música de lado - e escutando coisas que não são tanto dos estilos musicais que mais ouço. Achei muita coisa boa por essas minhas andanças, e pretendo mostrá-las aqui em breve. Mas, hoje lhes apresento Gabrielle Aplin, que já conheço faz tempo, e dez de então venho enrolando em falar dela aqui no blog.
Gabrielle Aplin é uma cantora e compositora inglesa de 22 anos (10 de outubro. e eu sou de 20 de outubro, temos uma coisa em comum, somos de libra kkkk), que ficou conhecida depois de postar vários covers no youtube, de bandas famosas como: Paramore  e You Me At Six. Em 2012 Aplin anunciou que tinha assinado um contrato com a gravadora Parlophone e estava gravando o seu álbum de estréia. Daí pra frente Aplin começou a ganhar mais destaque na mídia, depois de ter uma de suas músicas num comercial de TV. Seu segundo álbum English Rain foi lançado em 2013, estreou  em segundo lugar na parada de álbuns do Reino Undo; com vários comentários positivos do público; ganhando assim, o disco de ouro no Reino Unido com mais de cem mil cópias vendidas (obrigada, querido Wikipédia).

Conheço a Gabrielle (tô íntima) a muito tempo; até cheguei a falar dela no meu antigo blog, mas aqui no Quem Sou Eu? nunca! A primeira vez que eu ouvi o som dela, foi numa rádio - gosto muito de ouvir rádio, toda noite escuto e foi por lá que eu escutei pela primeira vez uma música da Gabrielle - a primeira música que eu ouvi dela na rádio foi: "Please Don't Say You Love Me" , quando eu ouvi fiquei completamente apaixonada, não só pela música, mas pela voz dessa menina, que é tão delicada - que fez o meu coração palpitar, e querer ouvir várias e várias vezes.
Até então eu não sabia quem era Gabrielle Aplin, só conhecia essa música dela, não à fisionomia de sua pessoa. Aí, nessas minhas tentativas de encontrar essa menina que cantava: "Please don't say you love, 'cause i might not say it back" - "Por favor simplesmente não diga que me ama, porque talvez eu não o diga de volta" (sermão da minha vida), me peguei ouvindo essa música com o ouvido grudado no som do rádio, tentando entender esse inglês, e depois tentando fazer o google entender o meu inglês (vem cá google, vamos bater um papinho: ajudaí cara), (coitado do google, nem eu mesma entendo, ele vai entender?!). Até achei que fosse a Birdy, que cantava essa música mas, não era ela. 

                     
Aí, eu continuei fuçado procurando, e achei, achei num dia que não resolvi procurar. Achei quando resolvi apertar em um vídeo desses aleatórias que aparecem no youtube, e achei a bendita música e a cantora. 


Daí pra frente foi uma pulo, escutei todas as músicas da Gabrielle naquele dia, e fiquei completamente apaixonada por ela, até hoje.
é muito amor envolvido <3333
Gosto muito de todas as músicas da Gabrielle. Adoro cada letra, cada som emitido por cada instrumento. Aquele 'ar' intimista que transmite (pelo menos pra mim) uma sensação de aconchego, que só poucas coisa te fazem si sentir assim. É muito bom e gosto muito muitíssimo.

Uma das músicas da Gabrielli que eu mais gosto, e Home. Não vou dizer que é a minha preferida, porque eu não tenho praticamente nada preferido (porque sou de libra), mas vou dizer que ela está na 1° posição das músicas que eu mais gosto da Gabrielle Aplin.



Não sei dizer o por que?! mas essa música me traz uma sensação de liberdade. Tem uma parte no final do clipe que ela corre na avenida e, aquilo - quando vi da primeira vez - me tocou muito. Acho que a atmosfera toda do clipe e também à música, me fazem sentir/ter essa sensação. Ela depois de ter sido roubada por uns caras e não tendo mais dinheiro pra si manter, decidi vender algumas das suas coisas/objetos pessoais, compra um violão e começa a tocar na rua para conseguir dinheiro. E depois quase no final do clipe, canta num bar sentada encima de uma mesa de sinuca, essa música e todo mundo  que estar lá canta junto. É tipo um coral, mas sem àquela estigma de coral, mas sim como numa platéia de um show, quando todo mundo canta junto ou quando você está com seus amigos, e vocês fazem isso juntos, não te faz sentir uma sensação boa? Uma sensação que ti faz pensar/sentir que tudo é possível? porque tudo é possível! Amo essa música!

Fiz uma seleção de músicas que eu gosto da Gabrielle, e que estão aí pra vocês escutarem e relaxarem, porque essa mina canta, e é bem dimais rapaz - aperfeiçoando o meu sotaque, de sei lá da onde é.




Gostaram da Gabrielle, e do som dela? Ela não é fofa? Já a conheciam?
Me contem.

~~~~~♥~~~~

Até a próxima