7 de fevereiro de 2016

Outroso - Um Outro Mundo

Imagine um outro mundo... Um mundo que você e seus amigos criaram. Um mundo que só vocês sabem da existência. Um mundo que só vocês podem ir... e o melhor, ele existe de verdade.
No bairro de Florida, localizado nos arredores Buenos Aires, vive uma turma de amigos bem unidos - Ariadne, Terê, Batata, Rosinha e Hugo decidem criar um mundo só deles. Com o deslocamento de um simples ladrilho (azulejo), na cozinha da casa de um deles, começa a surgir um novo mundo. Um mundo com outras regras, com um novo jeito de viver. Onde a Patota (gangue do bairro), que inferniza suas vidas, não pode encontrá-los. Com muita força de vontade e em pouco tempo, criam uma rede de túneis e galerias por baixo do bairro onde moram. Começa a surgir um mundo subterrâneo e secreto, começa a surgir Outroso - Um outro Mundo, onde si pode fazer o qui quiser, ser quem eles quiser.

Traduzido por Ana Maria Machado, e escrito pela escritora argentina Graciela Montes, o livro é uma metáfora criada pela autora, para si expressar sobre a opressão e resistência vividas pela Argentina, durante o regime militar. Em nenhum momento Graciela fala sobre o regime militar, e a opressão vividas pela Argentina e consequentemente por ela. Mas através do seu livro, dessa metáfora criada pela autora, os amigos sofrem opressão de uma gangue, do mesmo jeito que milhares de pessoas, principalmente jovens, sofreram durante as ditaduras latino americanas e pelo mundo. Principalmente porque através do livro dá pra si imaginar como esse período foi difícil, porque os amigos tiveram que criar um novo mundo, onde eles podiam expressar suas emoções tão oprimas no mundo lá fora.
O livro é narrado pelo jornalista do bairro que tenta a partir de relatos, histórias contadas pelos moradores do bairro; e a partir de suas próprias impressões e com sua imaginação, junta tudo isso de um modo que tenta reconstruir tudo o que aconteceu em Outroso - não dá para ele chegar numa versão concreta do que de fato aconteceu embaixo do bairro de Florida, porque ele nunca esteve em Outroso, mas principalmente para que ele próprio consiga compreender o lugar onde vive.


Tenho que confessar que quando comecei a ler Outroso, parei a leitura no meio. Não entendia quase nada, e larguei ele num canto durante um bom tempo. Depois desse tempo, o vi jogado naquele canto e decidir pegá-lo e lê-lo do começo de novo, e não me arrependo. No começo, de novo, fiquei meio confusa mas depois fui pegando o jeito, o gosto pela leitura, pela narrativa criada pela autora, e principalmente pela história criada por Outroso.
Outroso é uma surpresa atrás da outra. Paro pra pensar, e falo: como pude deixar de ler esse livro? Pois digo que existe momento para tudo, tudo tem sua hora. Quando peguei Outroso não imaginava que num livro tão pequeno no seu número de páginas, poderia ter uma história tão empolgante e envolvente. Si for parar para pensar, é uma história de fantasia no mundo real, sim! Cinco amigos, querendo escapar do mundo onde vivem oprimidos por uma gangue de bairro que vive enchendo- os saco completamente, criam um mundo subterrâneo cheio de galerias, túneis, saídas, saídas de emergências...onde eles podem ser eles de verdade. Onde eles podem expressar seus sonhos, suas fantasias sem medo de serem oprimidos pelo o que são. Um mundo dentro do mundo, um novo mundo. 

Eu não conhecia Graciela Montes, esse é primeiro livro que leio dela. Gostei muito da sua escrita, do jeito que vai desenrolando/desenvolvendo a história é muito legal. Te prende do começo ao fim,
querendo saber logo o qui acontecer no próximo capítulo. É muito legal com quando isso acontece, pelo menos pra mim, gosto de histórias que existe essa tensão no ar, e isso Graciela faz muito bem em Outroso.
Super indico lerem Outroso - Um Outro Mundo. Um livro cheio de tensão, que te prende, e que você precisa saber o qui vai acontecer. Um livro onde a amizade, e a coragem de querer ser o qui é, ti mostra que vale a pena lutar pelo o qui si acredita. Um livro que você vai amar os personagens, a escrita de Graciela Montes, e vai te fazer pensar muito. Pegue Outroso, e mergulhe nesse outro mundo.

Indico também lerem outros livros da Graciela Montes. Essa grande escritora de livros InfantoJuvenis que é tão pouco conhecida por aqui, e que merece mais reconhecimento por suas obras. E por ser uma grande escritora mulher. 


Afinal de contas, uma história é, como o fio de barbante de Ariadne, um círculo sem fim, que muda de forma e é sempre o mesmo.
Jornalista


~~~♥~~~

Até a próxima