10 de dezembro de 2015

O Pequeno Príncipe

Olá, caros amiguitos deste meu bloguito, como estão? espero que muito bem, pois hoje vou lhes falar deste pequeno-grande livrito que a maioria dos seres deste planeta que cá habitamos conhece e, já leram (não vou falar todo mundo, porque tem sempre alguém que nunca ouviu falar).
Há alguns meses eu li pela primeira vez na MINHA VIDA, O Pequeno Príncipe (dá pra acreditar?). Este livrinho tão pequenininho no seu número de folhas, mas tão grande no seu significado e sensibilidade em nos tocar lá dentro. Antes eu só ouvia as pessoas falando dele e, o quanto ele era bom e que todas às pessoas deveriam lê-lo pelo menos uma vez na vida. E de tanto ouvir isso, tomei vergonha na cara e decidir pegá-lo na biblioteca daqui do bairro.

Lá na biblioteca tinha dois livros do Pequeno Príncipe, decidir pegar o que estava mais gasto (não sei, ele me atraiu mais) ele já estava com algumas folhas soltando umas das outras e, a capa estava meio remendada, mas mesmo assim decidir pegá-lo em vez do outro que estava em melhor estado. A única diferença entre os dois era a aparência, mas não conteúdo.
Eu não vim aqui para criticar o livro nem nada disso, apenas quero mostrar não só através das palavras que aqui escrevo, mas através das fotos do livro o quanto ele me tocou e, o quanto eu gostei dele. 

O que é um Rito?
É´o qui faz um dia ser diferente dos outros.
Tive uma surpresa imensa quando o li. Não achava que o Pequeno Príncipizinho, tinha uma sabedoria tão grande. Achava que ele era apenas uma criança perdida nos seus sonhos, mas não! Tudo àquilo era verdade. O Princípizinho existe. Existe em cada um de nós, que leu o livro e pensa na história dele quando olha pro céu e ver as estrelas; quando olhamos para o céu e perguntamos: Terá ou não terá o carneiro comido a flor? Isso parece não ter nenhum significado para muitos, mas para o Principizinho ele é imenso, o amor que cativou com tanto cuidado pelo flor não deve ter sido em vão. E eu prefiro pensar que cada um deles estão bem.

- Tu te tornas eternamente responsável por àquilo que cativas.
- O que é cativar?
- Criar laços.
Quem já leu ou sabe da história do Pequeno Príncipe sabe do que eu estou falando. É tão sensível, que não basta só ler com os outros, tem que ler com o coração. Ele nos refletimos pelo o qui nós cativamos, pela vida que levamos... por isso que quando uma criança este livro, ela entende muito melhor do que nós. Por que elas não enxergam/não veem o mundo do modo que vemos, elas enxergam com o coração e isso é fabuloso é inspirador.

É muito simples: Só si vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos.

É preciso proteger as lâmpadas com cuidado:
um sopro as pode apagar...
É preciso que suporte duas ou três larvas
ser quer conhecer as borboletas.


O Pequeno Príncipe, foi com certeza um dos melhores livros que já li. E com certeza eu vou ler de novo. E vocês já leram? Me contem.

~~~~♥~~~~

Até a próxima