29 de novembro de 2015

Magia, Música e o Extraordinário

Halloooooo caros, amados e também leitores deste meu/seu/nosso querido bloguito como estão? eu espero que bem! Finalmente revolvi botar a fuça aqui novamente - eu não fui abduzida nem sequestrada, nem nada desse tipo, apenas fiquei sem inspiração/vontade nenhuma, e não queria vim aqui só pra postar qualquer coisa que não tem nadaver comigo -  então decidir ficar esse tempinho sem dar às caras por aqui, e também dar um tempinho pra mim. Ainda não está do jeito que eu quero, tenho muita coisa pra fazer/correr atrás antes do ano acabar (torçam por mim?!), mas tenho fé e esperança que tudo vai dar certo. Não vou dizer também que está volta é definitiva, talvez eu ainda dê umas sumidinhas por aí (que faz parte), mas eu sempre vou voltar (não chorem!kkkk), agora vamos ao que interessa hoje é sobre: TaramTamTam... FI FI FI FILMES, hahaha borá lá?

Penelope - Trailer
O primeiro filme é Penelope, sempre tive curiosidade de assistir à este filme; uma vez comprei dois DVDs, e em um dos DVDs tinha o trailler desse filme e, quando vi fiquei super curiosa e botei na cabeça que um dia viria este filme e, esse dia chegou.
Penelope Wilhern (Christina Ricci) é uma jovem amaldiçoada. Escondida pela família, ela precisa encontrar o amor para quebrar o feitiço e se livrar de seu tormento, mas seus pretendentes costumam se assustar quando descobrem seu segredo. Um jornalista desesperado por notícia contrata um homem (James McAvoy) para seduzi-la e conseguir uma foto exclusiva, mas ao conhecê-la melhor o rapaz se arrepende do combinado.
Acho, - com certeza - o que me fez ver o filme foi à menina ter um nariz de porco, mas quando vi a história por inteiro o nariz de porco foi apenas um detalhe - um detalhe importante, sim!- mas, é muito mais do que apenas a "aparência" de Penelope, o primeiro contato, o que os seus olhos veem, o que você considera importante numa pessoa... o que você considera importante em você.

Esse filme não só uma comédia dramática misturado com Magia, si fosse só isso não estaria aqui falando dele (mentira estaria sim, porque também gosto desse tipo de filme), ele tem um "Q" à MAIS! Como disse acima a questão da aparência, o que os outros querem que você seja, você não pode ser diferente porque é feio, você não pode ser aquilo/isso porque é fora do comum, do padrão... mas o qui só importa de verdade é, gente gostar da gente. Do nosso verdadeiro eu. Quando a Penelope olha pra si mesma e ver que ela não precisa mudar, porque ela gosta do jeito que ela é! aí tudo fica bem. Fiquei extremamente tocada com isso. Estou escrevendo esse post com pura felicidade por ter assistido à este filme. Não sou nenhuma crítica de cinema, e sempre quando venho fazer uma resenha qui no blog penso duas vazes antes de falar/escrever, mas esse filme merece; ele é lindo em todos os sentidos. Tem uma comédia, principalmente com a mãe da Penelope (ri muito), tem reviravoltas e coisas que você fica: AHHH é MESMO, caramba! Você vai ligando os potinhos e entrando/entendendo a história. O Max (namorado da Penelope), é muito bem interpretado pelo James McAvoy (qui olhos lindos), a Penelope também é muito bem interpretada pela Christina Ricci (amei te conhecer), todos os personagens são muito importantes e arrasaram nos papéis. 

O filme é DIMAIS, além dos temas debatidos, a fotografia, os cenários, tudo com muita delicadeza, me lembrou ao filme da Amélia Poulain - apesar de eu nunca ter assistido -  àquela fotografia meio amarelada me lembra Itália/França ahh! É tudo muito lindo. A trilha sonora também é perfeita. Vale MUITÍ-SSI-SSI-SSI-SSI-MO assistir, super indico.

Mesmo se Nada der Certo (Begin Again) - Trailer

Ou, Mesmo se Nada der Certo é o segundo filme. Assistir esse filme já faz um tempo, mas mesmo a minha memória não sendo pra lá das boas, eu decidir colocar ele aqui, porque ele me marcou muito; não só pela beleza pra lá de bela dos atores/personagens, mas também pelo desenrolar da história que tem uma delicadeza/sensibilidade, que me deixou com os olhinhos brilhando e com o coração calmo.
 ''Mesmo se nada der certo'' conta a história de Gretta (Keira Knightley) uma cantora que se mudou para Manhattan com o namorado (Adam Levine), que termina o relacionamento, após passar por uma crise, Gretta conhece Dan (Mark Ruffalo), um produtor musical que passa por um divórcio e é demitido de sua própria empresa, eles começam a gravar músicas em lugares abertos de Nova York.
  A primeira vez que eu vi este filme, me chamou atenção o titulo em inglês "Begin Again", na hora lembrei da música, da Taylor Swifit (aqui) que também tem o mesmo nome do título do filme em inglês. Não sei porque contei isso, mas precisava contar.
Mesmo se Nada der Certo, é um filme lindo. Pra quem já assistiu sabe do que eu estou falando. Tem uma delicadeza e transparência na cenas, que nos transmite exatamente o qui os personagens estão passando/sentindo. Você consegue sentir toda a tristeza e alegria que eles sentem. Os  nossos olhos veem as cenas e, isso vai entrando lá pra dentro do nosso coração e, nos faz sentir as mesmas coisas que eles estão sentindo. Cada cena é muito bem feita/desenvolvida ao longo do filme. Cada partizinha, cada música tocada/cantada, cada palavra dita, cada emoção transmitida, me faz sentir que cada filme é um filme, mas que cada (pouquíssimos) tem faz sentir/ver com o coração. A superação do término de uma relação, o apoio dos amigos, começar correr atrás do seus sonhos tudo isso é muito bem mostrado e bem feito. Os personagens muito bem interpretados, Gretta (inspiração da minha vida <3) interpretada pela Keira Knightley mandou muito bem, Adam Levine me surpreendeu, eu achei que ele ia ser água com açúcar mas não, mandou muito bem (continuo preferindo ele na música), Dan interpretado extraordinariamente por Mark Ruffalo (meu AMOOOR <3), foi muito bem feito. Esse filme é belo! Você se sente muito ao assisti-lo, tem tudo que filmes bons tem! Uma ÓTIMA trilha sonora, tocada e cantada pela própria Gretta, cenários simples do cotidiano de Nova York, que agregam muito ao filme. 

Tem uma cena do filme, bem no final que eu gosto muito - ela (Gretta)  sai do show onde foi ver o seu ex-namorado tocar,  pega a bicicleta e sai pedalando por aí, e ao fundo na cena a música que faz parte da trilha sonora está tocando lá no show e ela andando de bicicleta com liberdade, com um sorriso no rosto contagiante e tocante, essa cena é lindíssima, me emocionei vendo ela.

Uma Viagem Extraordinária - Trailer
Outro que já estava na lista há tempos é, Uma Viagem Extraordinária. Me diz que filme é esse? quase ferrou de vez com o meu psicológico. Qui obra magnífica! Só agradeço aos céus e, aos meu olhos por ter dito a oportunidade de assisti-lo.
Aos doze anos de idade, T.S. Spivet é um garoto superdotado, apaixonado por cartografia. Quando ele ganha um prêmio científico prestigioso, o garoto decide abandonar sua família em Montana para atravessar sozinho aos Estados Unidos, até chegar a Washington. O único problema é que o júri não sabe que o vencedor ainda é uma criança.
Decidir assistir Uma Viagem Extraordinária quando estava sem nada pra fazer e, decidir assistir um filme; procurei no google um filme de aventura/viagem e lá estava ele, com vários outros. Já o tinha visto antes e até tentei assistir, mas não deu , porque o nosso querido e que pra sempre vai estar nos nossos "s2" Megafilmes estava com frescura, mas depois voltei lá e assistir. Valeu muito a pena eu não ter desistido de assisti-lo.
Um filme pra sorrir, si emocionar e suspirar...Não tem como você não gostar dos personagens, principalmente pelo adorável e maravilhoso T.S. que é o protagonista do filme. Um menininho de dez anos que ganhou um dos maiores prêmios de uma revista cientifica pela sua invenção e, que viaja escondido de sua família, de Montana para Washington, para receber o seu prêmio. Pensa num menino de apenas dez anos atravessando o país sozinho, sei que isso já foi visto em outros filmes, mas como disse em uma dessas resenhas por aqui: "Cada história é uma história. Podem ser parecidas ou até iguais, mas nenhuma vai ti fazer sentir a mesma coisa que a outra te fez sentir. Não do mesmo jeito", (mentira eu nunca disse isso aqui, mas agora tá dito). O modo como T.S. vê o mundo, sente as coisas é inspirador, e não tem como você não si sentir tocado. A  viagem por si só, torna o filme extraordinário. Mostra um lado divertido da aventura, de um menino atravessando o país atrás do seu tão sonhado prêmio, mas também mostra um lado melancólico do pequeno T.S. com os seu pais e com o irmão. É tão sensível, leve, e emocionante; A fotografia, as cores, os cenários, os atores, as atuações...esses e vários outros motivos tornam Uma Viagem Extraordinário um dos melhores filmes que eu já vi. 


Te faz ter vontade de conhecer todos esses lugares que ele viajou, principalmente onde ele mora, em montana (um dia nos veremos). O roteiro bem feito, a produção de encher os olhos, tudo isso o diretor do filme fez muito bem feito. Que por acaso/destino/coincidência é o meso diretor de Amélie Poulain, (eiita acaso/destino/coincidência), existem mais motivos para não assistir este filme? acho que não! Com certeza você  vai amar o T.S. e talvez si o seu coração não for feito de pedra, vai cair uma lágrimazinha do seu olho, vai sim!

------

Abaixo, eu selecionei algumas (não todas) músicas que fazem parte das trilhas sonoras dos filmes citados neste post. Infelizmente não encontrei às músicas do Uma Viagem Extraordinária, mas as dos outros filmes estão aqui pra quem quiser ouvir. E quem si interessar é só ir lá no youtube, que tem várias outras.


E ai? vocês gostaram dos filmes? Já assistiram algum, ou todos?
 Me contem.

~~~~♥~~~~

Até a próxima