6 de agosto de 2015

Forrest Gump - O Contador de Histórias

Já faz um bom tempo que eu queria assistir Forrest Gump - Um Contador de Histórias. Na primeira vez que eu tentei assistir, não deu muito certo porque fique com preguiça por causa da duração do filme. Mas mesmo assim fique com aquela pontadinha de desconforto de não te-lo assistido. Não sei se isso acontece com vocês, mas sempre quando eu começo a assistir um filme, série ou ler um livro e não termino eles, largo eles na metade, sempre fico com essa pontadinha de desconforto por não ter terminado. Mesmo se o filme, série e livro for ruim eu tenho que terminar de ver/ler tudo si não isso fica catucando na minha cabeça, e só pára quando eu ir lá e ver/ler tudo (kkkkkk doideira). Sei que isso é estranho, mas o que importa é que finalmente assistir Forrest Gump - Um Contador de Histórias (também assistir outros filmes, mas Forrest Gump merece um post só pra ele) e não me arrependo de ter ficado 2h20 minutos em frente desse computador, sentada nessa cadeira nada confortável onde meu bum bum (bum bum pode?!) ficou dolorido pra caralho (também pode!), não me arrependo! Até faria de novo, mas com almofadas.

Quarenta anos de histórias dos Estados Unidos, visto pelos olhos de Forrest Gump (Tom Hanks), um rapaz com o QI abaixo da média e muitas boas intenções. Que por obra do acaso, destino ou coincidência seja lá o que for, participa de momentos cruciais da história, como a Guerra do Vietnã e Wattergate, mas continua tendo um coração imenso sempre pensando no seu amor de infância, Jenny Curran (Robin Wright).

Pela primeira está sendo muito difícil achar palavras que transmitam o qui eu sentir ao ver esse filme. Mas, com toda certeza posso dizer que Forrest Gump é uma pessoa EXTRAORDINÁRIA! Belamente interpretado por Tom Hanks. Uma pessoa que tinha tudo pra ser inútil, mas logo cedo deu a volta por cima  e se tornou essa pessoa que encara a vida, o mundo de uma forma que poucos (pouquíssimos) tem essa capacidade e coragem de encarar.

    " Idiota é aquele que faz idiotices."

O filme retrata muito bem a história de Forrest Gump. Apesar de durar mais de duas horas ele é incansável. No começo eu fiquei com o pé meio atrás (malditas primeiras impressões), mas depois com o passar do filme fui vendo aquele cara sentado num banco de ponto de ônibus contando sua história pra quem sentasse ao seu lado (mesmo que algumas pessoas não quisessem ouvir), com tanta paixão e vontade que eu vi ali, que não podia deixar de assistir esse filme.

     "A Vida é como uma caixa de chocolates, você nunca sabe o que vai encontrar..."

O filme nos transmite em cada história contada/vívida por Forrest Gump, uma sensibilidade imensa/linda de um cara não muito inteligente e o seu jeito de viver à vida. A vida de Gump e da história dos Estados Unidos estão praticamente entrelaçadas nesses quarenta anos de histórias que o filme nos mostra (muitos dizem que o filme é patriotista, prefiro não vê-lo dessa maneira, mas aí vai de cada um).


Um filme que com certeza mexe com à alma. Além de ter um elenco pra lá de bom (Tom Hanks que o diga), tem uma história, um ponto de vista/visto pelos olhos de Gump, que é encantador. Às trilhas sonoras instrumentais combinam perfeitamente com cada cena/momentos vívidos pelos personagens. Os efeitos especiais do filme, nem parecem efeitos especiais. Parece que Gump esteve lá de verdade na Guerra do Vietinã, esteve com John Lenon, esteve  com o Presidente Richard Nixon, efeitos especiais pra lá de bem feitos. Si eu não tivesse prestado atenção (ligado as datas) com certeza acharia que ele esteve lá, em todos esses momentos (eu não sou nenhuma crítica de cinema, só estou escrevendo verdadeiramente o qui eu sentir ao ver esse filme).
No filme Gump é APAIXONADO (muito mesmo!) pela única amiga que ele teve na vida, dez de criança, Jenny. Ele à protege de tudo e de todos. Vivem praticamente grudados até irem pra faculdade. Daí para frente às coisas começam a mudar, Jenny segui outros caminhos, vai atrás dos seus sonhos (que não dão muito certo), mas nunca deixa de ter o carinho e amor que sente por Forrest. Com todos os empecilhos colocados na vida de Jenny e Forrest, foram necessários quase 30 anos para que ficassem juntos. A vida tem disso néh? às vezes aquela pessoa não sente o mesmo que você/não está no mesmo clima que você 'NAQUELE' momento, mas depois ela pode sentir o mesmo que você sente, e assim ficarem juntos (mas às vezes pode ser tarde demais, que aqui não foi esse o caso).

Não poderia deixar de falar da mãe de Gump, que foi uma mãe maravilhosa. Ela sempre dizia para Gump, que ele não era diferente de ninguém, e por isso não tinha que si sentir diferente; só por causa de seu QI baixo e de seu problema nas pernas quando era garoto. Foi uma grande incentivadora para ele fizesse, o qui ele quisesse. Grande MÃE.

         "Minha mãe sempre dizia, que morrer faz parte da vida."

Forrest Gump - O Contador de Histórias com certeza foi uma dos melhores filmes que eu já vi. Está pário a pário ali com A Sociedade dos Poetas Mortos, entre os cinco melhores. Pensando um pouquinho aqui, relembrando tudo que vi neste filme, acho que posso dizer que sentir: LIBERDADE! Talvez essa não seja a palavra que mais se adeque, mas acho que o filme fala sobre isso; liberdade pra poder ser quem você é. Por mais que você seje idiota, estranho, sem noção... o legal da vida é escolher o qui você quiser, ser quem você quiser sem a influência de alguém ou de algo, como o dinheiro. Por exemplo como fez Forrest: mesmo tendo ficado (sem nenhuma pretensão) rico com um negócio de camarão que prometeu a seu amigo de guerra Bubba, que juntos iriam fazer isso depois que a guerra acabasse (infelizmente o amigo morreu na guerra), ele cumpriu a promessa, ajudou a família do amigo, mas continuou cortando a grama de graça porque gostava daquilo.

Forrest Gump - O Contador de Histórias é uma história belíssima, que todos os amantes de filmes bons deveriam assistir. Emocionante, Sensível, Encantador... e mais um monte de coisa boa. Vale à MUIIIITO  pena assistir a história de Gump, e se emocionar, com esse jeito simples de um menino/homem que não deixou que às mazelas do mundo afetassem quem ele realmente é.


Trailer


Trilha Sonora

----♥----

Até a Próxima